quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Resenha: Lonely Hearts Club - Porque Ninguém Precisa de Namorado Para Ser Feliz, Elizabeth Eulberg

Postado por Bih Lima às 22:31
Autora: Elizabeth Eulberg
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580570496
Páginas: 240
Sinopse:
Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo. Exceto, claro, os únicos quatro caras que nunca decepcionam uma garota — John, Paul, George e Ringo. E foi justamente nos Beatles que ela encontrou uma resposta à altura de sua indignação: Penny é fundadora e única afiliada do Lonely Hearts Club — o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar, e eles não são nem um pouco bem-vindos. O clube, é claro, vira o centro das atenções na escola McKinley. Penny, ao que tudo indica, não é a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, e de constatar que eles, na verdade, não estão nem aí. Agora, todas querem fazer parte do Lonely Hearts Club, e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será, realmente, que nenhum carinha vale a pena?

Você já sofreu uma desilusão amorosa? Percebeu que aquele cara não era o príncipe encantado que você imaginava? Pois Penny Lane Bloom sim. Desde pequena ela era apaixonada pelo filho do casal de amigos do seu pai. Depois de pegar ele com outra, ela decidiu desistir dos garotos.
Penny então funda o Lonely Hearts Club, um clube para garotas que não querem mais namorar e desejam que os garotos se mudem para Netuno (pelo menos até elas se formarem).
Depois de algum tempo ela percebe que não é a única no colégio que está cansada dos “inimigos”. Então seu clube vira uma febre entre as garotas e ela passa a ser uma espécie de celebridade na escola.
Daqui em diante você precisa ler o livro para saber...

Eu ia parar de me torturar namorando otários. Aproveitaria as vantagens de ser solteira. Pela primeira vez, iria me concentrar em mim. O terceiro ano seria meu ano. Girando todo em torno de mim, Penny Lane Bloom, única participante e fundadora do Lonely Hearts Club.
(Yesterday – Capítulo Três – Página 21)

Uma palavra para esse livro: fofo.
O livro é bem leve, com uma estória engraçada e narrativa simples. Não peca em nada, uma boa dica para as leituras de férias!
Não pude deixar de comparar LHC com Não Sou Este Tipo de Garota, pois ambas as personagens principais acham garotos uma perda de tempo, levam suas amigas a adotarem o mesmo pensamento e conhecem garotos super gatos e fofos para as fazerem mudar de idéia.
Eu peguei esse livro na hora da novela das 8 e só larguei de três da manhã, num dia de aula... Dá para perceber que é impossível largar até terminar de ler, né?
A diagramação é um charme só! E confesso, a capa foi o motivo para eu comprar! É linda!
Vou deixar o book trailer em inglês e a música que deu origem ao nome aqui em baixo para vocês conferirem, beleza?




Sobre a Autora:
ELIZABETH EULBERG nasceu e foi criada em Wisconsin, nos Estados Unidos. Cursou a faculdade em Syracuse e fez carreira no ramo literário em Nova York. Mora nos arredores de Manhattan, tem três guitarras, um teclado e uma baqueta. Enquanto trabalhava em Lonely Hearts Club, jurou ficar para sempre longe dos homens. Mas não deu muito certo.

8 comentários:

Thaís Chaves disse...

Também adoreii a capa do livro'
A estória parece ser muito interessante,sem contar que me lembrou traços da minha personalidade!

Bjo'

Caline on 27 de novembro de 2011 10:29 disse...

A capa do livro é um charme e a história parece ser muito fofa e gostosa de ler.
É sempre bom ter uma leitura leve pra se divertir um pouco.

Beijos, Caline
Mundo de Papel

@RitiellyGripa on 27 de novembro de 2011 10:36 disse...

Concordo totalmente com o titulo desse livro.!

-mas é claro que com uma namorado é bem melhor. ;D-

raqueelsouzaa on 1 de dezembro de 2011 21:55 disse...

Concordo com o título do livro uahsua =)
Isso não é o essencial na vida de uma pessoa.
Deve ser bem engraçado elas atrás dos Beatle. *o* Stephenie Meyer até comentou a respeito do livro não foi?
Nossa menina,3 da manhã? Eu fiz isso quando a saga crepúsculo lançou,tinha acabado de comprar.. o resultado foi ,eu tive que usar óculos de tanto ler no escuro, com a luz da lanterga ligada..sério. aushuahsuahsa

B!@ on 15 de dezembro de 2011 12:45 disse...

No dia 15/01/2012 sortearei um Ipad2 entre todos os participantes
das promoções que ocorreram no período de 15/11/2011 a 22/12/2011 em
243 blogs parceiros.

Fátima Menezes on 25 de dezembro de 2011 15:05 disse...

Adorei a capa do livro e a comparação feita com os Beatles. :)

Vi esse livro numa livraria, mas, quando voltei no outro dia para comprar, já não estava lá. Fica para a próxima, então.

Ah, quero saber o que acontecerá com as garotas. Certamente, muitos risos virão.

Nossa, leu todo de uma vez? Então o livro deve ser bom mesmo. Fiquei ontem até duas horas relendo A Mediadora #1, porém ainda falta o último capítulo. O sono bateu.

Beijos!

Fátima Menezes - @fatimamd
http://recantodecaliope.blogspot.com

Mell Lima on 20 de fevereiro de 2012 12:54 disse...

Quando li a sinopse desse livro, pensei: Mais um?!
Essa coisa da menina cabeça, desencanada de qualquer relacionamento amoroso, já me soa como um lugar comum ente livros e filmes com direcionamento juvenil.
No entanto, por uma quase falta de opção, acabei lendo esse livro nas férias. E não é que adorei?!
Me tocou de alguma forma e tive a certeza de que o tema mais bobo da galáxia pode ser muito interessante se contado com as palavras certas!

Rafa on 3 de julho de 2012 10:20 disse...

Eu amei a capa, é findo e fofo, como você disse. :)
Eu gosto dessas histórias que realmente acontecem no dia-a-dia.
O book trailer está perfeito e a música lindaa!

Postar um comentário

 

Book Mania Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos