quarta-feira, 4 de abril de 2012

Livros Que Viraram Filmes - Diário de uma Paixão

Postado por Bih Lima às 23:12


Sinopse do livro:
“Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim, e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou.” Noah Calhoun.
Assim tem início uma das mais emocionantes e intensas histórias de amor que você lerá na vida. O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto raramente encontrado na literatura atual, o Diário de uma paixão, de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém. Com mais de 12 milhões de cópias vendidas, o livro que emocionou as pessoas ao redor do mundo foi traduzido para mais de 20 línguas.


Sinopse do filme:
Numa clínica geriátrica, Duke, um dos internos que relativamente está bem, lê para uma interna (com um quadro mais grave) a história de Allie Hamilton (Rachel McAdams) e Noah Calhoun (Ryan Gosling), dois jovens enamorados que em 1940 se conheceram num parque de diversões. Eles foram separados pelos pais dela, que nunca aprovaram o namoro, pois Noah era um trabalhador braçal e oriundo de uma família sem recursos financeiros. Para evitar qualquer aproximação, os pais de Alie a mandam para longe. Por um ano Noah escreveu para Allie todos os dias mas não obteve resposta, pois a mãe (Joan Allen) dela interceptava as cartas de Noah para a filha. Crendo que Allie não estava mais interessada nele, Noah escreveu uma carta de despedida e tentou se conformar. Alie esperava notícias de Noah, mas após 7 anos desistiu de esperar ao conhecer um charmoso oficial, Lon Hammond Jr. (James Marsden), que serviu na 2ª Grande Guerra (assim como Noah) e pertencia a uma família muito rica. Ele pede a mão de Allie, que aceita, mas o destino a faria se reencontrar com Noah. Como seu amor por ele ainda existia e era recíproco, ela precisa escolher entre o noivo e seu primeiro amor.
Tenho que confessar, caso vocês não tenham notado ainda, sou uma romântica com "R" maiúsculo, acho que esse foi um dos motivos que me fizeram chorar no final do livro e do filme. Como em qualquer adaptação, teve as suas diferenças, mas não descaracterizando o livro por completo, teve até uma que deixou o final do livro mais explicito. Não posso falar muito, pois posso dar algum spoiler (apesar de que a sinopse do filme já entrega boa parte do livro...). Eu gostei do filme, indico que vocês assistam e a resenha do livro, que já devo adiantar ser muito bom, sai amanhã!

Beijosss

1 comentários:

Pensamentos DR on 6 de abril de 2012 22:27 disse...

Muito Bom também já assistir o filme, mas o livro concertesa é bem melhor.. Confesso Bih também chorei, tanto no filme quanto no livro! kkkk =D

Postar um comentário

 

Book Mania Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos